quarta-feira, setembro 06, 2006

Candidato a poster mais piroso do ano

Por muito que eu possa apreciar (q.b.) o trabalho anterior de Sofia Coppola, isto mais parece a montra da Bershka. E o semblante da Dunst?... Enfim... Espero que o resultado final não seja o tratamento de um período histórico ao ritmo de punk-rock-chic, com o adorno de um cor-de-rosa choque imperial.

32 Comments:

Blogger A Terapeuta said...

Eu acho a monta da Bershka mais original... :>

9:38 da manhã  
Blogger RPM said...

olá bom dia!

Pois...para uma menina super-dotada, a coisa não saiu lá muito bem...mas a côr-de-rosa está bem para alguém que perderá a cabeça(!)

um abraço de amizade!

RPM

9:46 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Alice: Aliás, isto ainda é mais parecido com a montra da Pimkie....

Rui: De um ponto de vista daltónico, o cor-de-rosa é realmente bem empregue para alguém que irá perder a cabeça. ;)

Para os mais distraídos, até parece que o filme vai ser realizado pela cantora Pink...

Abraço caro amigo!

10:09 da manhã  
Blogger P.R said...

Caro Francisco, como estás? pensei que fosses abordar neste teu post diário a recepção do The Fountain em Veneza ;) Apesar de não beliscar ,minimamente o meu interesse pelo filme convém dar algum benefício da dúvida, apesar de a reacção dos críticos ser, a todos os títulos, condenável. Um abraço

10:18 da manhã  
Blogger sem-comentarios said...

Está muito "barbie" !

bj*

10:44 da manhã  
Blogger Dora said...

Nem sei o que dizer...
Realmente...

11:06 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Pedro Romão: Olá Pedro. Tudo bem e contigo?
Como já escrevi sobre essa recepção no blog do JBM e do Not_Alone preferi não me tornar repetitivo. Se queres a minha opinião sobre essa matéria, passa por lá. Contudo, ressalvo um aspecto irónico: não deixa de ser no mínimo engraçado, verificar como alguns críticos que utilizam o epíteto «pretensioso» em alguns cineastas, serem eles próprios petulantes e emproados, abandonando inclusivé filmes a meio da projecção, para imprimir um ar de superioridade reprovável.

Enfim... como diria Jorge Palma: «Deixa-me rir».

Abraço!

Sem Comentários: Este colorido todo espelha uma geração das chamadas pitas, que não me agrada nada. Pergunto-me: Será que a Avril Lavigne esteve nas cogitações para ser escolhida para o papel principal?
Ok... agora fui ainda mais mauzinho...

11:29 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Dora: Ando bastante desiludido com o rumo que isto está a tomar.

11:30 da manhã  
Blogger brain-mixer said...

Este é um daqueles filmes que irei abominar até alguém concordar comigo... Depois disso, irei abominar mais um bocado. Sofia Coppola distraiu-se com Virgens Suicidas, armou-se em génio com Lost in Translation (que abomino também) e agora isto...

Ah! Pois, quanto ao cartaz... :P
Parece ser a videocapa de um qualquer filme porno: "Marie Antoinette et ses petites connettes" parece ser o filme que se segue :P

12:11 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Bem... tu detestas mesmo a filhota do Senhor Coppola.

12:23 da tarde  
Blogger sabr said...

Provavelmente...bom dia, abraço.

12:24 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Bem mais que provável.
Abraço!

12:27 da tarde  
Blogger Knoxville said...

O Terror, minha nossa, o terror. Eu como não apreciador de Lost in Translation e de Soffia Coppolla, acho que espero pelo aluguer daqui a uns meses.

Um abraço Katateh!

12:31 da tarde  
Blogger Gonçalo Trindade said...

O poster é realmente demasiado.... cor-de-rosa. Não sei porquê mas as palavras «típica comédia romântica» vieram-me à cabeça, quando o poster me apareceu no ecrã...

Enfim, nunca achei o Lost in Translation tão bom como dizem, mas no entanto gostei de Virgens Suicidas.

Talvez este filme seja uma agradável surpresa, e até o vir não vou formar nenhuma opinião... mas as minhas expectativas não são muito altas...

1:02 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Knoxville: Nem mais. O drama, a tragédia... o horror!

Abraço!

Gonçalo Trindade: Também preferi a sua obra de estreia como realizadora, "The Virgin Suicides". Quanto ao recente filme, irei certamente vê-lo... apesar de tudo.

1:05 da tarde  
Blogger brain-mixer said...

Ahhh, o Knoxville e o Gonçalo concordam comigo!! Desde que fui enxovalhado noutro blog, que me sinto retraído em exclamar que Sofia Coppola não presta. Agora parece que também há quem não gostasse de Lost in Translation :P

Ela não me inspira confiança. Nem os seus filmes, nem a sua tromba de enjoada eheheheh!
(estou mesmo num bota-abaixo...)

4:21 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

A moçoila já andou com o Spike Jonze. Esse sim... grande realizador!

8:37 da tarde  
Blogger wasted blues said...

Agora desatou tudo a dizer mal da Sofia Coppola? Deste novo filme não falo porque ainda não vi, mas gosto bastante dos dois primeiros.

Quanto ao poster, rosa por rosa, acho que os primeiros tinham bem mais bom gosto - http://mywastedblues.blogspot.com/2006/04/marie-antoinette.html

10:19 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Não abomino a Sofia, mas também não a idolatro, nem sigo a onda de louvores que lhe dirigem.

Quanto à promoção do novo projecto, já exprimi tudo o que penso no post e nos comentários... mau, mau demais!

10:38 da tarde  
Blogger Spaceboy said...

De certeza que vai ser este o cartaz?? Tchii, que desilusão. Ainda hoje estive a ver fotos do novo filme e estavam muito boas, deposito muitas expectativas neste novo filme, mas começo a ficar com medo...

11:02 da tarde  
Blogger wasted blues said...

Também não idolatro, mas gosto do trabalho dela até agora.

Só me faz confusão é o facto de, depois do sucesso de 'Lost in Translation', parecer que virou moda dizer que o filme não presta, tal como a realizadora.

11:53 da tarde  
Blogger Sara said...

Não é um caso de "moda", WB...
Eu, por exemplo, já tentei ver por duas vezes o Lost in Translation e desisto sempre a meio...

Também há quem abomine "Closer" e eu acho que é um filme soberbo!

Gostos...

12:10 da manhã  
Blogger Lua Obscura said...

Bem, eu idolatro Closer (para seguir o comentário anterior) gosto de Lost in translation e acabei de me assustar com esse cartaz. A Kirsten ficava bem melhor de vampirinha, ao lado do Tom Cruise!!!

1:56 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Spaceboy: Este será apenas um de vários cartazes.

Wasted Blues: Realmente, existe uma tendência contemporânea para enxovalhar os grandes talentos jovens, após o louvor inicial da crítica. Não sei qual a razão, mas maldizer gera mais mediatismo e existem pseudo-críticos (bem pagos) que adoram colocar-se em bicos de pé.

Todos temos direito para desgostar de algo, mas deveremos exprimi-lo de forma construtiva.

Neste caso em particular, a promoção ao estilo de um fotolog ranhoso não me cai no goto.

Sara: Ora nem mais... cada cabeça, sua sentença.

Lua Obscura: Perfeitamente de acordo.

9:56 da manhã  
Blogger Gonçalo Trindade said...

Eu não tenho nada contra a Sofia... mas pura e simplesmente não apreciei assim tanto o Lost in Translation. Isso de tentar transmitir sentimentos através de imagens e um ritmo extremamente lento nem sempre resulta...
Não a considero uma realizadore excelente, longe disso. E de facto, tal como o Francisco, não sigo a onda de louvores que lhe dirigem.

Não foi ela que andou também com o Tarantino?

A rapariga teve ter uma fixação por realizadores...

12:36 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Sim, já andou com o Tarantino.

2:03 da tarde  
Blogger brain-mixer said...

A "tendência contemporânea para enxovalhar os grandes talentos jovens" não resulta comigo ;)

Sabes bem a minha predilecção para com as obras de Richard Kelly, Spike Jonze e até mesmo de Zach Braff, que realizou Garden State (um filme que coloca Lost in Translation a um canto nos assuntos de 'existência' e 'visão da vida'). É preciso é talento. Coisa que Sofia parece não ter...

6:58 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Junto outros dois nomes: Aronofsky e Park Chan-wook.

Ok... lá estão alguns a chamar-me chato! ;)

11:37 da tarde  
Blogger André Carita said...

Conheço pouco de Sofia Coppola. Devo ser dos poucos que ainda não viu Lost in Translation, mas ainda vou muito a tempo, e esta oferta do jornal Expresso vem mesmo a calhar!

Quanto ao poster que dizer mais do que aquilo que ja mencionaste no post? Simplesmente terrorífico. Não considero a actriz lá muito bonita, mas não é assim que me vai fazer mudar de opinião...

Um abraço Francisco!

1:55 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Tudo dito.

Abraço!

9:05 da manhã  
Blogger A said...

lol

Pavorosa e muito Kitsch...

:)

2:53 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

De acordo. :)

8:51 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Site Meter