quinta-feira, outubro 20, 2005

Top 5: Guerra

5

“Paths of Glory”, de Stanley Kubrick (1957)


4

“Schindler’s List”, de Steven Spielberg (1993)


3

“Apocalypse Now”, de Francis Ford Coppola (1979)


2

“The Thin Red Line”, de Terrence Malick (1998)


1

“Full Metal Jacket”, de Stanley Kubrick (1987)

22 Comments:

Blogger Miguel Baptista said...

Da lista, e para minha vergonha, ainda só vi Apocalypse Now, Full Metal Jacket e parte de Schindler's List. No entanto, apostaria mais em Apocalypse Now para a liderança, e afastava desse lugar Full Metal Jacket. O filme de Kubrick é um bom filme, mas parece-me a mim que lhe falta qualquer coisa, que não sei precisar o quê, para chegar ao estatuto de panteão. De qualquer maneira, gostei da iniciativa, ainda que filmes de guerra me passem um pouco ao lado.:-P
Um abraço!

11:11 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

"Full Metal Jacket" é o papá destes meninos de coro todos! :P
Abraço!

1:04 da tarde  
Anonymous André Carita said...

Grande top Francisco, mais um! :)
Full Metal Jacket é sem sombra de dúvidas o melhor filme de guerra de sempre! Só podia ser de génio Stanley Kubrick... :)
Um grande abraço!

1:37 da tarde  
Anonymous S0LO said...

Hey...onde está o "Saving Private Ryan" :|?

Cumps. cinéfilos

1:47 da tarde  
Blogger brain-mixer said...

Yeps! O Saving Private Ryan, juntamente com o Black Hawk Down e o Platton... Espero que esteja naquela lista "invisível" do 5º ao 10º... :P

Quanto ao Kubrick, bem, já vi que adoras o homem!

2:12 da tarde  
Blogger Coutinho77 said...

Os tops são assim mesmo. Achamos sempre que falta algo. Grande top, se bem que para mim a lista de schindler é a nata das natas. Nessa lista invisivel que vai dos 5 aos 10 de certeza que para além dos referidos também se encontram o pianista, der untergang e um dos meus favoritos, o caçador...
Abraço!

3:30 da tarde  
Anonymous Turat Bartoli said...

The Thin Red Line não só está no meu top 5 de guerra como também está no meu top 5 de sempre. É 1 absoluto tour de fource profundo das profundezas do homem. Quanto ao caso do Full Metal Jacket, é genial... nos primeiros 40 minutos. Do melhor que há nesse aspecto. Depois decresce 1 tanto, com o "nervo" vindo da primeira parte a se infectar 1 pouco. 1ª parte:***** 2ª:*** total:**** Por acaso, hoje passa no Centro de Artes da minha zona este mesmo filme- não creio que a minha opinião mude, mas estarei atento:)

Abraço!

4:31 da tarde  
Blogger Knoxville said...

Full Metal Jacket para mim tem uns excelentes 30 minutos iniciais mas depois decresce bastante e nem sei se o colocaria no meu Top 5.

Schindler's Lista, seria, sem qualquer dúvida o meu nº1 e Apocalypse Now o meu nº2. Os restantes iriam precisar de um revisionamento para elaborar a lista.

Abraço Francisco.

6:30 da tarde  
Blogger Gustavo H.R. said...

Olá, Francisco, há muito não vinha ao seu recanto.
Todos os títulos da sua lista são competentes, sem dúvida. Aprecio imensamente "Apocalypse Now", verdadeiro clássico de Coppola (e sua obra maior, na minha opinião).
O meu número 1 seria "O Resgate do Soldado Ryan".
Até...

7:02 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

André Carita: Ora pois está claro, caro André! ;)
Abraço!

s0lo: "Saving Private Ryan" possui uns fabulosos 20 minutos iniciais, depois o filme esmorece muito. Claramente fora deste Top pessoal.
Abraço!

Brain: Já te expliquei o porquê da lista ser apenas de 5... E já é estreitar demasiado... ;) "Platoon", pertenceria claramente ao meu Top Ten... Talvez no futuro te faça a vontade.
Ó meu amigo, Kubrick possui obras que simplesmente idolatro... mas também existem algumas que não aprecio tanto...

7:11 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Coutinho: Com certeza "The Pianist" lá constata. É como dizes, parece faltar sempre algo, mas um Top enclausura demasiado a contemplação individual. Os filmes que se seguem, são igualmente bons.
Abraço!

Turat Bartoli: A cada novo visionamente cimento, aprofundo e elevo a minha veneração por "Full Metal Jacket". As obras máximas de Kubrick são intemporais e crescem ao longo dos revisionamentos... esta é uma delas.
Abraço!

7:23 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Knoxville: "Schindler's List" é uma obra arrepiante, representa o melhor de Spielberg. A cena da miúda rosa é uma das minhas cenas preferidas... de sempre!
Abraço Matateh!

Gustavo: Que saudades sinto de Coppola... "Youth Without Youth" nunca mais chega!!
Cumprimentos.

7:23 da tarde  
Anonymous Turat Bartoli said...

Bem, já cheguei há 1 tempo do Full Metal Jacket no Centro de Artes da minha zona e, devo dizer que nesta revisão, a 2ª parte impressionou-me mais mas... no seu geral continua a ser 1 muito muito bom filme sem ultrapassar as ****. Tens razão Francisco ao dizer que, com Kubrick, os revisionamentos ganham bastante- isso aconteceu-me muito visivelmente com Laranja Mecânica e The Shining. Estes 2 passaram num instante de bons filmes a Obras-Primas, mas já vi muita vez o F.M.J., e creio que não chega lá, sendo no entanto 1 muitíssimo bom filme. Tenho dito. São opiniões e respeito e compreendo muito a tua:)

Abraço!

12:35 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Exactamente... são opiniões. :) Também respeito imenso a tua.
Abraço!

7:27 da manhã  
Blogger membio said...

...e o "Pearl Harbour" ? Estará em que lugar? 1000ésimo lugar :))))

6:42 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

1000ésimo lugar?! Nada disso. Muuuuuuito mais atrás! :)

9:01 da manhã  
Blogger nuno said...

rambo 1, 2 e 3, desaparecido em combate 1 e 2,:) é pena serem só 5, assim n entra o commando:P

9:47 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

LOL

7:44 da tarde  
Anonymous João Bastos said...

Nada contra o teu top de guerra, mas acho que existe um filme incontornável: "La Grande illusion". Diz-me o que achaste e depois talvez possas rever o teu top (ou não, até porque gostos são gostos).

6:46 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

"Le Dernier Combat" é o meu filme de culto de Besson, pois assentes numa sociedade pós-apocalíptica em desintegração moral, meditámos sobre a integridade de potenciais heróis e visionamos o ser humano questionando o seu lugar na sociedade.

Não entra no meu Top5, mas isso não invalida a minha enorme admiração pelo mesmo. Estas listas não passam de registos pessoais de uma época, pois com o passar dos anos, as obras que contemplamos ganham novos ângulos de observação.

10:27 da manhã  
Blogger Cataclismo Cerebral said...

Então e o Platoon :(

7:12 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

A lista é enorme... Estes cinco são uma espreitadela pessoal, inserida na época que a elaborei.

9:51 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Site Meter