terça-feira, fevereiro 14, 2006

Sugestão de S. Valentim



"Punch-Drunk Love", de Paul Thomas Anderson.
Apesar da sua juventude, P.T. Anderson já atingiu o estatuto de lenda, inserido na mais pura definição de Cinema autoral. “Boogie Nights” é um dos melhores filmes da década de noventa, “Magnolia” é incontornavelmente uma das melhores obras da história da Sétima Arte e “Punch-Drunk Love” é um bizarro romance com uma original amálgama de detalhes. É um objecto cinematográfico estrambólico e brutal, mas o produto final é de uma ternura cândida. Barry Egan (Adam Sandler, no glorioso papel da sua carreira) é um neurótico e banal empresário, flagelado psicologicamente pelas suas sete irmãs tiranas. O insular território espiritual de Barry é abalado quando conhece Lena Leonard (Emily Watson), uma inglesa que demonstra milagrosamente interesse na sua essência. A paranóia de Barry é um delicioso contraponto à virtuosa inibição de Lena. Lena representa uma entidade messiânica, pois através da dedicação que lhe dedica, Barry encontra a sua salvação.
Punch-Drunk Love” é uma história de amor com uma sagacidade fausta, escavando bem fundo nas fracturas da experiência humana. Anderson inicia com uma simples fundação narrativa e engendra uma colorida e complexa tela de emoções. Não fiquem sóbrios, embriaguem-se com este admirável conto que emana puro amor.


Para TI


Venturosos aqueles que amam e benditos aqueles que são amados. Afortunadamente sou abençoado no presente. Este dia pertence aquela pessoa especial e como tal, nunca são demais todos os tipos de mimos e oferendas. Obrigado por tudo! Este mundo distorcido, bem como a maioria das criaturas que o preenchem, molestam-nos com tormentos que vergastam o coração e a alma, dilacerando o gáudio de respirar, transformando cada golfada de ar no aguilhoar de mil espetos. Foste tu quem me revigorou. Tonificaste-me o espírito com a tua inefável dedicação. Ressuscitaste a minha paixão pela Sétima Arte e graças a ti voltei a contemplar obras de Arte sem ficar prostrado num pântano de sofrimento. Exorcizaste as memórias espinhosas de tempos moribundos e acolheste-me no teu regaço. Aqui deposito o meu beijo lírico, adornado com vibrações de um amor inebriante. Graças a ti, vivo no País das Maravilhas. Amo-te Alice!

8 Comments:

Blogger membio said...

boa sugestão, gostei imenso deste filme, acho q a minha girl ainda não viu ehehehe !!!

3:34 da tarde  
Blogger Pure_Water said...

Tb tá porreiro akele Pack do dia de S.Valentim k está a venda agora ;)

4:21 da tarde  
Blogger André Batista said...

Então não é que estava mesmo para o ver hoje? Anteontem e ontem vi o "Magnolia" e hoje era (e é) para ver este "Embriagado de Amor". Convenceste-me, agora vou mesmo vê-lo :D Cumprimentos !

5:14 da tarde  
Blogger Mário Lopes said...

Amei o "Magnolia", mas não gostei muito do "Punch Drunk Love" :|.

Passa o resto de um bom dia com a Alice :).

Abraço

Mário Lopes
http://lordofthemovies.blog-city.com/

6:46 da tarde  
Blogger brain-mixer said...

Olha, com isto de referenciares filmes a dia dos namorados, puseste-me frustrado :S É que eu acabo sempre por chegar a esta data sozinho e zangado! Olha, muito boa sorte para ti! A sério.

7:11 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Membio: Apresenta-lhe o filme! ;)

Pure Water: Não vou muito com esses packs...

André Batista: Que coincidência... :)
Cumprimentos.

Mário Lopes: Obrigado pelos votos.

Cumprimentos.

Brain-Mixer: Obrigado. Melhores dias virão!

1:04 da tarde  
Blogger H. said...

eu nunca vi o Punch Drunk Love mas vou tratar de o arranjar rapidamente...
:)

que linda declaração :)

12:35 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Vê o filme. É uma obra obrigatória de um cineasta genial.

12:59 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Site Meter