terça-feira, agosto 08, 2006

Giamatti interpreta Philip K. Dick?



Foram iniciadas conversações com o actor Paul Giamatti (“American Splendor”, “Sideways”) para desempenhar o escritor de Ficção Científica, Philip K. Dick, na Grande Tela. Philip Kindred Dick morreu em 1982, meses antes da estreia de “Blade Runner”, filme de Ridley Scott inspirado no seu romance “Do Androids Dream of Electric Sheep?”. Foi do conhecimento público a aversão de Dick a Hollywood, mas conta-se que antes de morrer chegou a visionar cerca de 20 minutos do filme e apesar do seu céptico cinismo inicial, deixou a sala fascinado. Responsável por mais de quatro dezenas de livros e numerosas curtas histórias, algumas das suas criações foram adaptadas cinematograficamente em filmes como “Blade Runner”, “Total Recall”, “Minority Report” ou o recente “A Scanner Darkly”.

Tony Grisoni (“Fear and Loathing in Las Vegas”) será o responsável pelo argumento de uma biopic pouco convencional, que irá interligar a vida real do autor com a ficção que redigia, englobando ainda elementos do seu romance inacabado, “The Owl in Daylight”. Pessoalmente, acho que seria interessantíssimo incorporar uma exploração sobre a misteriosa experiência religiosa que amotinou os seus últimos anos. Alegadamente, Dick recebeu em 1974 a visita de uma entidade divina, passando o resto dos seus dias a redigir interpretações sobre o sucedido, hesitando entre a crença de se tratar de uma revelação divina, ou da consciencialização de sinais de comportamento esquizofrénico extremo. Uma das suas obras finais, “Valis” (uma magnífica visão gnóstica de Deus), lida simbolicamente com os enigmáticos acontecimentos de 1974.

17 Comments:

Blogger RPM said...

como na expressão terceirense:

"ó cara linda e purfueita!!!!"

Como estás AMIGO Francisco...e só para te dizer, Oz é um lugar lindo, mas lindo mesmo.

Obrigado por me teres indicado o lugar....

Amigo Francisco. Estou com o portátil no hospital e escrevo do jurássico do meu pai que está na loja dele...

Apenas deixo-te um grande abraço e cumprimentos à tua Ninfa.

Abraço

RPM

10:33 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Sabes como é... Uma vez em Oz, para sempre de Oz.

O que vale é que se avizinha um fim-de-semana prolongado... porque já sinto falta de férias.

Abraço, caro Amigo Rui!

11:03 da manhã  
Blogger nuno said...

boas francisco,

parece que o giamatti apenas vai ficar com o lady in the water como pedra no sapato;)

quem vai realizar isto?

12:30 da tarde  
Blogger Thanatos said...

Além de VALIS - acrónimo de Vast Active Living Inteligent System - também o romance póstumo "Radio Free Albemuth" trata da mesma experiência com o raio cor-de-rosa na cabeça :-)

Sinceramente não acho o Giamatti muito parecido com o Dick mas por mim tudo bem.

12:36 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Nuno: Em linguagem culinária, digamos que ainda se encontra tudo em banho-maria (que bela expressão).

Ainda não existe um realizador ligado ao projecto.

Thanatos: Por acaso até encontro certas semelhanças em alguns traços faciais.

Em relação a "Radio Free Albemuth" (originalmente intitulado "VALISystem A"), convém salientar que foi escrito antes de "Valis"... apesar de publicado uns anos depois.

1:06 da tarde  
Blogger Dora said...

Este gajo é muito bom! Boa aposta!

1:13 da tarde  
Blogger Thanatos said...

Caro Francisco, em relação aos olhos não os acho muito parecidos, na testa sim, mas penso que os olhos são mais expressivos no Dick enquanto que no Giamatti estão mais perto daquilo que eu apelido de carneiro-mal-morto :-)

E sim, "Radio..." foi escrito antes mas por alguma razão apenas publicado depois. Tenho algo sobre isso na recente biografia da autoria de Lawrence Sutin "Divine Invasions" mas não posso confirmar, 200 Kms me separam da minha biblioteca.

Há uns anos encontrei na Rua de Almada em Lisboa numa daquelas vendas promocionais das livrarias um hardcover duma novela dos anos 50 mas publicada postumamente, daquelas que foi recusada várias vezes e acabou por o «obrigar» a virar-se para a FC. A novela de facto não tinha grandes traços autorais mas ainda assim penso que merecia ter sido publicada na data mas assim quem sabe talvez hoje não tivéssemos Blade Runner... como num conto Dickiano ;-)

5:28 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Dora: Concordo absolutamente.

Thanatos: O que se passou com o "Radio Free Albemuth" foi basicamente isto (se a memória não me atraiçoa): "VALISyestem A" (como era conhecido no seu título original), foi adquirido por um editor da Bantam, que exigia revisões múltiplas do romance. A quantidade de intermitências colocadas ao longo deste processo, levaram Dick a bloquear o romance, canalizando a sua criatividade para o início da concepção da Trilogia Valis. Aliás, tecnicamente, "Radio Free Albemuth" é uma introdução à exploração da sua experiência religiosa presente em "Valis", com um enredo e estilo diferentes.

Quando a Arbor adquiriu os direitos norte-americanos sobre "VALISyestem A", publicou-o com o nome de "Radio Free Albemuth", temendo provocar confusão pelo título se colar demasiado a "Valis".

Existe um ser neste planeta (acho que se chama Powers), que foi presenteado com um exemplar repleto de correcções anotadas pelo próprio Dick, relativas ao "Radio Free Albemuth". Enfim... particularidades...

6:49 da tarde  
Blogger brain-mixer said...

Um biopic de outro mundo? Espero bem que o façam sem cliché redundantes ;)

7:52 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Aguardemos por confirmações.

9:29 da manhã  
Blogger H. said...

projecto curioso e interessante...

11:52 da tarde  
Blogger Mário Lopes said...

O Giamatti é um excelente actor e não tenho dúvidas de que fará boa figura se realmente aceitar este papel.

Abraço

Mário Lopes
http://lordofthemovies.blog-city.com

2:10 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Helena: Com uma possível inclusão de Terry Gilliam na realização.

Mário: É bastante competente... lá isso é.

9:36 da manhã  
Blogger Pedro_Ginja said...

Um grande actor e uma grande personalidade do mundo literário.

Sou um fã de ambos por isso este não me escapa.

Mas antes disso temos o Paul Giammati no "Lady in the Water". Por esse é que estou ansioso apesar do grande flop que foi nos E.U.A.
Os gajos não sabem o que é bom.

12:58 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Também já existem debates nacionais relativos ao "Lady in the Water"... uns dizem que é uma perda de tempo com um produto estragado, outros dizem ser um conto formidável que será um flop porque vivemos numa era em que as pessoas preferem um ror de imagens frenéticas em detrimento de um bom storytelling.

1:14 da tarde  
Blogger intruso said...

excelente actor!

12:21 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

De acordo.

9:21 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Site Meter