terça-feira, agosto 30, 2005

Desabafo



Ontem decidi ir ao cinema para visionar o novo filme de David O. Russell, “I Heart Huckabees”. Como sempre, escolhi o AMC Arrábida, da Cidade Invicta e qual é o meu espanto quando ao percorrer o cartaz com os meus olhinhos na ânsia de vislumbrar os horários do filme (que levou o título nacional: “Os Psico-Detectives”!), não o encontro.
Como o cineasta em questão (David O. Russell) é um dos mais promissores realizadores americanos, decidi nem me preocupar em confirmar na net a exibição do respectivo filme. Pois bem… quando atraco desolado no meu lar e inspecciono quais as salas que exibem o filme, verifico que apenas os cinemas UCI da capital o detêm em cartaz.

Estou irritadíssimo com o patético estado do nosso país. Somos embuchados com “morangos com açúcar” e 3 ou 4 gajos que desafinam mais a cantar que o meu gato engasgado com pêlo... e o pior de tudo é que para além de nos tratarem como imbecis, verifico a população nacional toda sorrisinhos a bater palmas. O QUE É ISTO??
Entramos numa Twilight Zone, ou na realidade nunca saímos dela e eu é que acabei de acordar?

O filme até poderia ser mau, mas quando comparado com (e reparem bem nos títulos em cartaz no AMC!!): “Os Irmão Dalton”, “A Chave”, “Franjinhas e o Carrossel Mágico”, “Herbie: Prego a Fundo”, “Alone in the Dark”, “Fantastic Four”, “Dark Water”, “Uma Sogra de Fugir”… duvido que o autor dos muito bons “Spanking the Monkey”, “Flirting with Disaster” e “Three Kings” fizesse algo menos engraçado que “Uma Sogra de Fugir” ou algo pior do que “Herbie” ou qualquer um dos restantes filmes mencionados.
“I Heart Huckabees” estreou (será, que estreou mesmo??) no nosso país, um ano após a sua estreia mundial. Para além da brilhante actualização que nos oferecem, ainda nos vedam a visualização do mesmo. Desculpem, mas não me identifico com este país e cada vez mais me sinto deslocado. Desculpem, mas nunca irei bater palmas à lavagem cerebral que perpetuam a uma população cada vez mais bronca, inculta e ignorante! É urgente renovar as mascavadas veias deste deplorável sistema.

28 Comments:

Blogger Ne-To said...

Bater palmas, deve-se bater ao teu comentário.

Já sabia que o filme não ia estrear no Porto, quando fui ao AMC ver A ILHA, e apresentaram as estreias da semana, só VAILLANT e À BOLEIA PELA GALAXIA.

Não concordo minimamente com esta opção da distribição, o filme é das melhores comédias /drama(?) dos ultimos anos, com um elenco connhecido de todos e um realizador promissor, tinha todas as caracteristicas para agradar ao publico do norte.

MAs pronto, ficamos com uma copia pirata que afinal de contas nem tem má qualidade...

O filme chegou tarde e a más horas e ainda mais não é para todos :S

cumps

10:37 da manhã  
Anonymous JTC said...

Aqui em Lisboa um dos cinemas que gosto mais por acaso até é o do El Corte Inglés, mas a nível nacional acho que as melhores salas são as AMC e acho incrível que o filme não tenha saído no norte... É uma falta de diversificação e uma estupidificação do público extrema!

Aqui um aparte, se achas que o mundo do cinema em Portugal é mau pensa que se gostasses muito do mundo automóvel estavas em pior :(

10:47 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

ne-to: O problema é que eu recuso-me a visionar pirataria. Terei de aguardar pela projecção no meu querido "Passos Manuel": é lá que será projectado "Donnie Darko: Director's Cut" e foi lá que vi o enorme "OldBoy" e passaram "Maria Full Of Grace".
Cumps.

JTC: Aprecio q.b. o mundo automóvel. O nosso país encontra-se em recessão económica e intelectual. Dói tanto ver as crianças e esses jovens ocos vibrarem com telenovelas da tanga e grupos de rapazes esganiçados.

11:16 da manhã  
Blogger gonn1000 said...

Sad but true... depois não se queixem da pirataria...

11:35 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Compreendo perfeitamente que se recorra à pirataria.

11:51 da manhã  
Blogger brain-mixer said...

Compreendes e tb eu... Piratas, aí vou eu!!!

12:06 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

LOL
Eu não cederei à tentação. Se o Passos Manuel não o projectar, espero pelo DVD... ou seja... pela sombra do filme.
Isto é mesmo revoltante!!!

12:08 da tarde  
Anonymous S0LO said...

Eu sabia que o filme só tinha estreado numa sala em Lisboa, mas numa só sala no país :o...sinceramente, também não me identifico com estes governantes, distribuidoras, etc...

Mas enfim, é por estas razões que não sou contra a pirataria. Façam como quiserem, mas por favor vejam este "I Heart Huckabees", que é uma pérola escondida na sala 14 do El Corte Inglés em Lisboa!

Cumps. cinéfilos

12:10 da tarde  
Anonymous miguel baptista said...

E mais uma pessoa que ficou sem ver o filme, ou pelo menos para já... vergonhoso. O Portugal em que vivemos não é um país, mas sim um caixote do lixo.
Abraço!

1:05 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

s0lo: Hei-de ver... Cumps!

migueL: Como diria Hamlet "Há algo de podre no reino da Dinamarca". Neste caso há muita coisa podre no reino de Portugal.

2:03 da tarde  
Blogger Coutinho77 said...

Meu caro amigo francisco, e muita sorte têm vocês em lx... aqui em coimbra só há bem pouco tempo abriu um grande establecimento comercial que dispões de 10 salas lusomundo, porque anteriormente apenas dispunhamos de 5 salas de cinema na cidade onde tinhamos constantemente filmes repetidos... na época de natal tinhamos 3 filmes à escolha por quase um mês, já que o senhor dos aneis e o harry potter ficavem 1 mesito em 4 salas... enfim.. viva a cultura(?) em Portugal.
Abraço!

3:06 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Sou de uma terra a 20km do Porto e nem imaginas as dificuldades que se passa. Esse centro comercial de que falas é o Dolce Vita.
Enfim... Portugal, talvez um dia mude para melhor.
Abraço!

3:12 da tarde  
Anonymous JTC said...

Eu não sou a favor da pirataria... mas há filmes que muitas vezes nem dá para encomendar da net!

Eu gosto muito de cinema oriental e se não fosse o meu querido emule não sabia nem metade do que sei hoje. De qualquer forma tenho sempre consciência que existem direitos de autor que devem ser respeitados :(

4:45 da tarde  
Anonymous Turat Bartoli said...

O que é que se pode fazer? É escusado, não vai haver (r)evolução, temos de nos agarrar ao que ainda temos direito e aproveitar estas situações para continuarmos a fazer outras coisas proveitosas e não ver novelas da tanga ou bater palmas à nova sensação des"brain"ada.
Mas é sempre bom ler posts assim bem enraivados e bem demonstrativos que "nós" ainda estamos aqui.
HERE TO STAY!

4:48 da tarde  
Anonymous miguel baptista said...

Acham que juntos não podemos mudar nada? É que afinal nós somos o público, quem dá o pão nosso de cada dia aos snobs senhores das distribuidoras nacionais.
Abraço!

4:54 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

JTC: Nunca recorri à pirataria, mas isto está a tornar-se cada vez mais insuportável.

Turat: Nunca pactuarei com o emparvecer da mente nacional. Temos de marcar a nossa posição.

migueL: Claro que podemos fazer a diferença! Estarei sempre atento aos obtusos que desejam transformar-nos em pategos. Como diria o escritor Timothy Leary, citado pela banda Tool: "Think for yourself. Question authority."

5:16 da tarde  
Blogger membio said...

o mesmo aqui em Faro, alguma vez esse vem para cá, nem pensar....

agora só quero ver se o Howl's Moving Castle que tem estreia marcada para dia 13 de outubro só vai estrear em 3 ou 4 salas em todo o país...

que desgraça!!!

9:41 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

"Hauru No Ugoku Shiro" estreia pelo menos no Passos Manuel e esse já não me vai escapar. :D

8:47 da manhã  
Blogger brain-mixer said...

Viva o eMule!!

9:04 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

x)

10:19 da manhã  
Anonymous Vera said...

subscrevo inteiramente tudo o que dizes. E é muito triste ter que admitir que é nisto que se transformou o país em que vivemos...

10:49 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Vivemos num país com atitudes asquerosas, e dói imenso verificar jovens satisfeitos com esta estupidificação da sociedade.
É repugnante!!!!

11:09 da manhã  
Blogger H. said...

Eu tive de perguntar por aqui onde tinha estreado pq me parecia q se tinham enganado na data de estreia...
Provavelmente irei vê-lo ao El Corte aqui em Lx... Mas estranhei que ñ estreasse nos cinemas grupo Medeia...
Compreendo e subscrevo a tua indignação!

12:50 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Tu tens sorte!! Que raiva!

8:31 da manhã  
Blogger Paulo said...

Pois, eu sou outro portuense que resistiu ao máximo a ver o filme pirateado, à espera do momento em que estreasse no cinema e... para quê? Uma vergonha das grandes, e vou juntar à vossa, a minha voz de protesto. Quando nem as próprias distribuidoras desrespeitam o seu negócio então algo vai mal. Se passam o tempo a queixar-se de que ninguém vai ao cinema e que a pirataria está a arruinar o negócio, não seria boa mudar um pouco as estratégias e começar por respeitar aqueles que realmente gostam de cinema e aguardam ansiosamente por estes filmes? Mas não... aposto que a sequela do Gigolo não sei que mais vai estrear em 20 ou 30 salas do país...

11:42 da tarde  
Blogger Francisco Mendes said...

Estamos numa espécie de Terceiro Mundo Cinematográfico...

8:01 da manhã  
Blogger Francisco said...

Eu vi esse filme e acho que o vi no AMC. Mas já lá vai tanto tempo que já não tenho a certeza.

Entretanto o AMC passou a UCI e o site da AMC acabou. Um grupo qualquer pos o site antigo online em http://amc.netxpect.com, pode ser que interesse.

Abraço!

3:22 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Agradecido pela informação.

Abraço!

9:42 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Site Meter