sexta-feira, abril 13, 2007

Descubram



Apichatpong Weerasethakul é um dos grandes poetas audiovisuais a surgir na primeira década do século XXI. O cineasta tailandês acaba de retirar do seu país natal o seu mais recente filme “Syndromes and a Century”, depois da censura desejar que editasse cenas como um monge a tocar guitarra, ou um grupo de médicos a beber whisky. Perante o ridículo de tais exigências, Weerasethakul respondeu com uma categoria que define o seu carácter distinto: «Eu, como realizador, trato dos meus filmes como trato dos meus próprios filhos. Não me interessa se as pessoas os ignoram ou desprezam, pois foram criados com as melhores intenções e esforços. Se estes rebentos não são compatíveis com o seu próprio país, então que abracem a liberdade. Não há qualquer razão para os mutilar com medo do sistema. Caso contrário, não há qualquer razão para continuar a gerar Arte».

O espectador comum irá certamente torcer o nariz à estrutura nada convencional das suas magníficas obras, mas os ritmos e desafios propostos pelo vocabulário cinematográfico de Joe (como prefere ser chamado no Ocidente) são brilhantes. As seduções pictóricas remetem a paisagem para uma função reflexiva, com imagens geminadas de Universos antagónicos, de Homem e Animal, Escuridão e Luz, Amor e Loucura, Realidade e Sonho. Descubram “Blissfully Yours”, e principalmente “Tropical Malady”.

7 Comments:

Blogger _Loot_ said...

Grande resposta.
Estes filmes são fáceis de encontrar nas lojas por cá?
Abraço

10:53 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Infelizmente, não são muito fáceis de encontrar por cá. Já vi "Tropical Malady" certo dia na Fnac, mas o melhor é recorrer à importação.

Abraço!

12:59 da tarde  
Blogger H. said...

"Syndromes and a Century" passará no Indie Lisboa deste ano...

12:52 da manhã  
Blogger Nuno Pires said...

Grande atitude! Ética e amor para as coisas que fazemos, isso é que é preciso.

1:06 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Helena: Tenho imensa curiosidade para verificar o próximo passo de Weerasethakul. Projecção imperdível.

Nuno: Grande Joe!

8:14 da manhã  
Blogger cine-asia said...

ridículo! a censura...

1:31 da manhã  
Blogger Francisco Mendes said...

Bastante.

10:19 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Site Meter